Assinar meu Livro de Visitas Ler meu Livro de Visitas

Anna Paes e Marcos Milhazes - DOCE MELODIA

 Doce Melodia
Anna Paes

Fala que me ama.
Joga-me na cama e  desmente seu siso.
Faz-me menina, demente.
Gritante.

Recue  com jeitinho de criança e me impeça de gritar!
Veja quanto sorriso tira de meus lábios
E de minha alma que canta.
E, quando canta lhe encanta.

Veja!
Eu só preciso ser amada  com jeitinho
Receber carinhos, dengos e abraços.
E de seus lábios, todos os beijos ardentes.

Venha!
Faça-me assim meio criança/mulher,
Metade  alma e metade corpo.
Pedaço  gente e pedaço  fada.

Seja!
Duende e homem.
Menino e  professor,
Mago e benfeitor...
Transforma com magia,
Minha agonia, em doce melodia.

Anna Paes
29/01/2005
21:09hs

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Clave de sol

 
A madrugada me despertou
Com seu musical
Fez-me respirar ar de prata
Fez-me emitir ruídos,
quando ainda placenta.
Atenta-me, porém...
Senta-te e me escute
Surgi cheio de virtudes
Também com muitos defeitos e trejeitos
 
Nem tenho mais jeito,
Apenas os aceito.
Não os invento.
Vieram em minha bagagem!!!
E em caso de dúvidas,
vou a busca.
Quiçá, procurar na música minha resposta.
Tento nos bailes, rádios, músicas de banheiro.
Nem preciso de dinheiro...
Arrisco, como um petisco.
Alento-me em uma canção de solidão
 
Com olhos marejando
tento seguir rastros, sinais de fato.
Soltar meus bichos.
Ai de mim,
os bichos pularam em mim.
Tudo isso para admitir,
sem mentir.
Elevar-me como uma clave,
apenas para tocar você...
 
Marcos Milhazes***


:: Postado por Poesia às 22h39
::
:: Enviar esta mensagem

MÁSCARAS - Sônia Maria Grillo

MÁSCARAS
Sônia Maria Grillo
(Baby®)


No teatro da vida
Somos todos atores convidados
Muitas vezes improvisando
Por faltar tempo para ensaios demorados
Alternando entre tristeza e alegria
Dores e amores
Tragédia e comédia...

:: Postado por Poesia às 22h34
::
:: Enviar esta mensagem

Piadinha da Elcir

Bom dia a todos....
 
A piadinha de hoje não é desbocada....é até bem antiga...
 
Um fiscal do Ibama recebe uma denúncia e vai verificar.
Dirige-se para a casa de um mineiro. Chegando ao local, sem se identificar, vai logo travando um diálogo:

Fiscal: - Bom dia.
Mineiro: - Bom dia, moço..
Fiscal: - Como vai a luta?
Mineiro: - Difici.
Fiscal: - Tem caçado muito?
Mineiro: - Uai sô, a semana passada matei 20 piriquitim.
Fiscal: - Vinte?
Mineiro: - Fio, pega as cabeça dos piriquitim pro o homem vê.
Fiscal: - E paca, tem caçado muito?
Mineiro: - Nossinhor, só uma nessa semana. Fio, traiz a cabeça da paca.
Fiscal: - E outros animais silvestres, tem caçado muito?
Mineiro: - Um monte dêles. Fio, traiz as cabeça dos otros bicho
pro homem aquerditá.
Fiscal: - Não tem passado por aqui nenhum fiscal do Ibama?
Mineiro - Craro moço, semana passada.
Fio, traiz a cabeça do fiscal pro homem vê. Fiscal: - Até outro dia. Obrigado pela atenção.
Mineiro: - Nãotemdequê.. Vorte sempre.

:: Postado por Poesia às 22h32
::
:: Enviar esta mensagem

O BAR DOS SENTIMENTOS Anna e Marcos Milhazes

O Bar dos Sentimentos
Marcos Milhazes***
Anna Paes
 
 Se você me disser que me amas, acreditarei,
apenas pedirei para me servir uma dose dupla desse sentimento.
Que servirei cheia de amor e de carinhos e
Juras te farei, de meu eterno amar.

Se você falar de saudades vou crer,
apenas pedirei a dose certa para que eu continue sóbrio.
Não existe dose certa
Quando o coração reclama sua presença
E numa dor fecunda que não termina
E so se alastra, eu digo:
Venha!Estou morrendo de saudades.

Se você disser que para me ver faz milagres,
serei religioso ou devoto, mas,
apenas pedirei que me sirvas uma dose cúmplice.
Então, seja meu cumplice e se entregue de vez.
Este amor é reciproco e por ele faço milagres. 
Se você me disser que a vida, não tem cor sem mim,
acreditarei, mas lhe pedirei para me servir uma dose de matizes.
Matizo com as cores do arco-iris e digo, morro de saudades e este amor não tem fim.
Mas, em sua ausencia, nada brilha, o sol perde a cor e o luar é negro.

Se você fala que perde a voz ao me ouvir,
vou as alturas para escutá-la, porém te pedirei uma dose de razão.
A emoção domina!
E as cegas busco em vão te encontrar,
 e num pedido de paixão,
grito: Volte pra mim.

 
Se você disser que sua paixão por mim é imensurável,
sentir-me-ei nas nuvens, mas vou querer uma dose sem medidas...
Pois lhe digo:
Minha paixão é imensurável.
Dou-me inteira.
Peço uma dose agora: de presença.
 

Se você diz quando me vê, seu desejo pinga de tesão, morrerei de prazer,
porém pedirei uma dose de eternidade em sua cama.
Morreremos juntos
Dou-lhe uma dose de eternidade em minha cama.
Sem razão, só na emoção.
 
 
Enfim...
Se você disser que será eternamente minha,
vou crer, mas lhe pedirei uma dose de presságio.
Já que depois de tantos tragos e desejos contidos,
estarei ébrio e inebriado
de você...
Serei eternamente sua.
Dose de pressagios?
Permita que nosso coração voe junto
E nas alturas de nossos sentimentos
Só a entrega nos fartará e fecundará nosso amor.
Entanto peço, não tardes que a ultima dose é a melhor.
Sinto-me embriagada de voce, depois de tantos goles de amor.
Anna Paes
Marcos Milhazes***
 

:: Postado por Poesia às 22h26
::
:: Enviar esta mensagem

Amor de poeta - Angélica T. Almstadter

Amor de poeta
Angélica T. Almstadter
28-12-03

O amor vividos em alvos lençóis
Cantados nas noites enluaradas
Batizados nas serestas tantas
Amor de poeta é versejado e sofrido
Amor cantado em bemóis
Virando madrugadas
Arrastando juras tamanhas
Amor de poeta nunca é esquecido
Não se prende a beleza física
Mora na alma ..na essência
Só quer um pedaço do coração
Amor que tem morte tísica
Canta aos quatro ventos sua carência
Só se alimenta de emoção
Amor de poeta é inteiro
Porque não conhece o limite da razão
Não se prende nas tramas dos ponteiros
Se banha nas lágrimas da saudade
Desconhece o amor de vaidade
Não tem freios no cantar do coração
Reconhece do(a) amado (a) os seus cheiros
Amor de poeta é livre e sem mordaças
É sentimentos a transbordar
Nas bordas das taças
Sem prender ou se atrelar a arreios
É vida todo dia a começar
Superando cada um dos anseios
Amor de poeta é sempre verdadeiro
Nem sempre correspondido
Na mesma intensidade
Porque se entrega  altaneiro
Tem choro sentido
E não vive na realidade

:: Postado por Poesia às 22h24
::
:: Enviar esta mensagem

NOVA MULHER - Míriam Torres.

NOVA MULHER
    Míriam Torres.



Pensei que meu motivo para viver fosse você
Mas por todo sempre
Me iludiu
Me fazendo acreditar num sonho
Que nunca existiu

No castelo que sempre pintei rosa
Talvez tenha sido negro
Pela ausência de você
Que sempre me deixou só
E nunca me deixou ver

Me fazendo acreditar incapaz
Com seu jeito, me anulou
E nos anos que passaram
O encanto acabou...

Hoje a menina cresceu
E todas suas descobertas

Seus olhos se abriram
E ela morreu

Na eternidade
No momento
No segundo
Hoje
AGORA

Nasce uma nova mulher
Que está viva
LÁ FORA


01.Fevereiro.2005
14h58
ITANHAÉM         SP

:: Postado por Poesia às 22h23
::
:: Enviar esta mensagem

Deixa Eu Dizer...Anna Paes

Deixa Eu Dizer...
Anna Paes

Deixa eu dizer o quanto te amo!
Falar de minha saudade insuportável,
Algo que corroi a alma.

Deixa eu contar
Do quanto  me importo  com você!
Da escuridão de meus dias.

Deixa, vem, me dá beijos
Coloridos de presença.
Afasta esta dor que magoa.

Deixa eu contar,
Baixinho em seu ouvido
Que não vivo sem voce!

Deixa, vem!
Pareço criança mimada
Que de  colo necessita.

Deixa eu so dizer
Que eu te amo!

Anna Paes

:: Postado por Poesia às 22h21
::
:: Enviar esta mensagem

Beija-me ! - Walter Pereira Pimentel

Beija-me !
Walter Pereira Pimentel
 
O efeito de um beijo, quanto tempo dura?
Só o coração e a alma podem responder
A duração, a magia e o poder
De um beijo dado com ternura.
 
Se conjugada com o atrevimento dos dedos
A excitação que vem do roçar de lábios cresce
E, a partir daí, o que acontece
Constitui segredo
 
Que só os amantes podem explicar.
Embora faça o coração acelerar
Não existe regra nem tempo para beijar
 
Apenas cumplicidade
Que pode fazer o beijo dado por amor
Durar uma eternidade
 
Que beijo queres de mim? Molhado, dado com ardor
Ou selinho, como simples demonstração de amor?
Qualquer um que seja
Que faça o tempo parar, o corpo se acender, beija-me!
 
Walter Pereira Pimentel

:: Postado por Poesia às 22h20
::
:: Enviar esta mensagem

NÓS - *Aurea Abensur*

NÓS
*Aurea Abensur*
(Orinho)


Quando toco teu corpo
Viajo por mundos jamais sonhados.
E vou corpo e alma te sorvendo
E em ti encontrando
 Abrigo e consolo
E com calma, acaricio teu pescoço
E sinto todo o teu ser se extasiar
Sinto todo o orgasmo presente
E ao se colarem totalmente os nossos corpos
Que me encravas, eu feito tola
Quero em ti me crucificar
E por toda a vida contigo assim ficar
Teu rosto em meu rosto
Minhas mãos em tuas mãos
Tua boca em minha boca
Meus olhos em teus olhos
Assim colados, lado a lado
Vivendo
Com os nossos gozos ardentes
Gozando o prazer de ficarmos próximos

:: Postado por Poesia às 22h19
::
:: Enviar esta mensagem

Meu Humor

Links

:: E-book - RECORTES - Anna Paes
:: E-book - A MENINA DO RETRATO - Lidia Eugenia
:: Poesia & Art
:: ~~Anna Paes~~
:: Jane Botti
:: OUSE SER - E-book Anna Paes- Ed Especial
:: E-book PENSEI EM VOCE
:: E-book - MEUS MOMENTOS - Aurea Abensur
:: E- book - PALAVRAS PERDIDAS NO TEMPO - Julia Sousa
:: E-book SONHOS EM VERSOS - Anna Paes
:: E-book - ...DE TI
:: E-book - ROTA SINGULAR
:: E-book - TU E EU
:: E-book - SUSSURROS DE AMOR
:: E-book - TOQUES IMPERFEITOS
:: E-book - PORTO ALEGRE POETICA
:: E-boo mini - FELIZ NATAL - Theca Angel
:: E-book - SONHOS RENDADOS - Yara Nazaré
:: E-book - PEDAÇOS DE MIM - Yara Nazaré
:: E-book - ...SEM FIM - Miriam Torres
:: E-book - ALGUEM E NINGUEM - Diversos Autores
:: E-book - PERAMBULANDO - Anna Paes
:: E-book - CARNAVAL - Poesia E Art
:: E-book - TENHA PIEDADE
:: E-book - MARCAS DE MINHA ALMA - Aurea Abensur
:: E-book - ALEM DAS APARÊNCIAS - Lauro Kisielewicz
:: E-book - EXPRESSÕES - Audha Abuthay
:: E-book - POESIA...SONHOS...SAUDADES... - Tarcisio Costa
:: E-book - PASSADO...PRESENTE! - Walter P. Pimentel
:: E-book - VERSOS MESCLADOS - Eire
:: E-book - RETALHOS DE MINH'ALMA - Zelisa Camargo
:: E-book RASCUNHOS (de um percurso) Anna Paes
:: E-book - O DESPERTAR D' ALMA - Roseli Busmair
:: E-book - DESTINO PARAISO - Suzette Rizzo
:: E-book - MULHER - Sonia M. Grillo e amigos
:: E-book - Noites de Amor - ANNA PAES
:: E-book - TEMPLO DOS TEMPLOS - Melliss
:: E-book - FRAGANCIA DA ALMA - Jane Botti
:: E-book - CAMINHOS - Lukass
:: E-book - OS AMORES QUE TIVE - Tuc@
:: E-book - SIMPLESMENTE SONIA -B@by - Sonia M. Grillo
:: E-book - CELAS DA MENTE - Sonia Pallone
:: E-book - A ARVORE DA MINHA RUA - S.Campanha
:: E-book - NATUREZA INTIMA - Andrea Motta

Votação

Dê uma nota para meu blog

..:: INDIQUE ESSE BLOG ::..

07/01/2007 a 13/01/2007

26/03/2006 a 01/04/2006

05/03/2006 a 11/03/2006

13/11/2005 a 19/11/2005

26/06/2005 a 02/07/2005

17/04/2005 a 23/04/2005

10/04/2005 a 16/04/2005

03/04/2005 a 09/04/2005

27/03/2005 a 02/04/2005

13/03/2005 a 19/03/2005

13/02/2005 a 19/02/2005

30/01/2005 a 05/02/2005

23/01/2005 a 29/01/2005

16/01/2005 a 22/01/2005

09/01/2005 a 15/01/2005

02/01/2005 a 08/01/2005

19/12/2004 a 25/12/2004

12/12/2004 a 18/12/2004

05/12/2004 a 11/12/2004

28/11/2004 a 04/12/2004

Visitas

Por:

Com Carinho

..:: Anna Paes Design ::..
Todos os direitos reservados ©

..:: Anna Paes  ::..